Anatomia de uma convivência

Galeria Rabieh, São Paulo - SP, 2019

Release

A mostra Anatomia de uma convivência é o resultado de uma imersão de uma semana conduzida pelo Hermes Artes Visuais em parceria com a residência Kaaysá. A proposta, estabelecida em comum acordo com os participantes, partia do primeiro dado que é nosso próprio corpo, retornando às suas metáforas mais básicas com o intuito de perceber de forma renovada a relação entre corpo e paisagem. Era importante que pudéssemos transcender as práticas mais rotineiras, e que o trabalho não viesse atrelado a textos pré-concebidos e lugares comuns da arte. Apenas o corpo em diálogo com esse lugar e na passagem da cidade para a paisagem natural conseguir criar um outro ritmo, outro contexto que permitisse o reverberar desse corpo em seu retorno ao essencial. Utilizando menos recursos, evitando as práticas habituais e sem os materiais apropriados, demos ênfase à ideia de ação e de registro, que acontecia por vezes através das câmeras dos celulares e algumas máquinas fotográficas compartilhadas. 

 

Foram lançadas proposições aos participantes que se centravam a partir de diferentes acepções da ideia de corpo, divididas em três partes: cabeça, tronco e membros. A "cabeça" apontava para as questões e conceitos, em "membros" a relação imediata entre corpo e mundo e em "tronco" abordamos um corpo visceral por vezes abjeto. As proposições deveriam ser executadas em um curto período de tempo e pediam a criação de exercícios visuais criados com despojamento, urgência e partindo apenas do essencial. 

As paisagens naturais desse privilegiado entorno, que engloba praia, rio, cachoeira, foram incorporadas nas criações pelos artistas que frequentemente lançaram mão da fotografia e do vídeo como linguagem para relatar suas ideias. O deslocamento para a natureza, a quebra da rotina, a intensa convivência, a necessidade de ser ágil e até mesmo o cansaço criou um estado de prontidão que resultou na caudalosa produção que pode ser vista na exposição. Nessa montagem os resultados desses exercícios são apresentados em diálogo com obras representativas da poética de cada um.

 

Além da apresentação de resultados a mostra também tem outra intenção. Parte dos valores arrecadados através da venda das obras será revertido para a residência Kaaysá, no oferecimento de bolsas para artistas e melhorias na infraestrutura de seu espaço.